Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
clicksuede9

Conheça As Melhores Dicas Por aqui

Como Desenvolver E Escrever Posts No Blogger


Você tem várias centenas de amigos no Facebook, curte algumas páginas pela rede e está em vários grupos, no entanto nunca vê o conteúdo que todos publicam. Ou, deste jeito, você tem uma página pra tua marca com alguns milhares de seguidores, no entanto percebe que somente uma pequena porcentagem dos seus fãs chega a curtir ou mesmo ver aquilo que você está citando.



Neste instante se perguntou por que este tipo de ocorrência ocorre na rede http://webprainterneteweb03.beep.com/como-baixar-v.htm?nocache=1530625447 mais popular do mundo? A escolha do que vemos ou não no nosso feed não é aleatória, entretanto regida por um algoritmo, e é ele que vamos notar a seguir. https://www.liveinternet.ru/users/broch_cohen/blog#post437203683 algoritmo é uma espécie de regra construída para atender muitas ocorrências.


     
  • 5 - Com ou sem extras
  •  
  • Luedji Luna
  •  
  • 2005 MSN Search Lançamento conclusão
  •  
  • Aula 05 - Página de Captura Serve Para Segmentar o Tráfego
  •  
  • Episódio 263

Tendo como exemplo, vamos imaginar que você é dono de uma lanchonete e está construindo uma plataforma de pedidos online pra instigar as vendas. O teu desenvolvedor pode propor um algoritmo que seja apto de recomendar produtos complementares pro pedido principal. http://saudeetreinos5.jiliblog.com/14695943/como-gerar-um-perfil-excelente-no-instagram , ele cria uma regra que especifica que a toda a hora que um cliente requisitar um hambúrguer, ele vai ver um pop up com 20% de desconto para obter batatas fritas para ver o lanche.


Outra diretriz podes interpretar os pedidos que o comprador faz com mais frequência e mostrar, no topo da tabela, aquilo que mais tem a enxergar com o seu adoro pessoal. Assim sendo, se você tem um consumidor que a todo o momento pede hambúrguer vegetariano, pode criar uma especificação pra que tudo o que não contenha carne seja mostrado primeiro pra ele. No caso do Facebook, um dos algoritmos é retornado para interpretar o modo do usuário e indicar aquilo que ele vai ver de perto primeiro em teu feed de notícias.


E é sobre que falaremos a escoltar. Não conhecemos 100% sobre como o algoritmo do Facebook tem êxito, http://sitedigitalmkt39.soup.io/post/659501699/10-Cabeleireiros-Pra-voc-Seguir-No-Instagram sabemos que são reais. Para começar, o algoritmo do Facebook se baseia nas preferências do usuário. Isso significa que a tecnologia percebe o que e quem você realmente gosta e dá preferência para mostrar assunto destas pessoas ou páginas. Por exemplo, vamos sonhar que, no mesmo dia, você curtiu a página A e a página B. Nas próximas horas, você receberá as últimas publicações destas páginas e o algoritmo vai explorar a sua atitude em ligação a esse tema.


O mesmo ocorre com os amigos que você acrescenta. Se você quase não se interessa por aquilo que alguém publica, a tendência é que olhe cada vez menos postagens dela. Como o algoritmo do Facebook é fundamentado em interação, por um lado ele força as páginas a criarem assunto cada vez melhor e mais interativo para que os fãs interajam e continuem vendo o que tua marca publica.


Isso é alguma coisa muito interessante, afinal, quem quer estar em contato e engajar o consumidor necessita, mesmo, estar sempre preocupado com o tipo de instrumento que interessa ao público e trabalhar pra formar tema cada vez melhor. Porém, por outro lado, quem tem uma página pequena e está iniciando um serviço de marketing digital pela rede de Mark Zuckerberg ainda não tem um público fiel.


Isso talvez pode cessar “obrigando” a pessoa a investir em anúncios e publicações patrocinadas pra fazer com que mais gente acesse o que está postando. Pensando em fazer uma campanha no Facebook? http://webpramaissobreinternet3.fitnell.com/14751119/doze-estrat-gias-para-aumentar-as-visitas-do-seu-blog mexe a rede social muda as configurações dos seus algoritmos. O Facebook a todo o momento diz que a intenção é aperfeiçoar, cada vez mais, a experiência do usuário e entregar mais tema relevante a ele, o que podes ser verdade e é ótimo para quem usa a rede social. Mas diversas das modificações prejudicam as páginas e, outra vez, as obrigam a investir ainda mais em publicidade pra prosseguir aparecendo para seus seguidores. Uma das últimas alterações respeitáveis noticiadas pela rede ocorreu em junho deste ano.


No web site oficial do Facebook, o VP de Gerenciamento de Artefato, Adam Mosseri, explicou que um dos novos valores do feed de notícias da rede seria manter o tema de amigos e família (quer dizer, perfis pessoais) primeiro. Em segundo e terceiro lugares, o material exposto deveria cuidar para avisar ou entreter o público.


Tags: web 2.0

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl